Esquema Básico das 
Relações de Poder no

Processo de Tomada de Decisões


Prof. José Roberto Goldim

A compreensão do processo de tomada de decisão é um elemento fundamental na Bioética. Uma das questões mais fundamentais neste processo é como estabelecem as relações de poder. A Dra. Rosa Krausz propôs cinco diferentes modelos de relações de poder no processo de tomada de decisões de acordo com o seu posicionamento relativo a ação-omissão e cooperação-não cooperação. A sua proposta foi desdobrada em um esquema de nove relações possíveis.
 


Figura 1 - Modelos de relações de poder de acordo com a cooperação e ação
desenvolvidas pelos participantes do processo, baseado na proposta de Rosa Krauz


 







Tabela 1 -  Modelos de relações de poder de acordo com o grau de cooperação e ação e sua reprcusão
sobre os participantes envolvidos.
Modelo
Ação
Cooperação
Participante 
A
Participante
B
Compromisso
++
++ 
ganha
ganha
Negociação
+
+
?
ganha
Indiferença
-
-
perde
?
Alienação
--
--
perde
perde
Dominação
++
--
ganha
perde
Imposição
+
-
?
perde
Acomodação
-
+
perde
?
Submissão
--
++
perde
ganha
Barganha
?
?
?
?

O Modelo da Barganha merece um comentário. Ele pode ser considerado como sendo um modelo caótico, pois se caracteriza por ser um espaço de indeterminação quanto a ação e cooperação, pois os indivíduos envolvidos ora podem agir ou se omitir, ora cooperar ou não. Esta indeterminação tem como consequência a imprevisibilidade de resultados.



Relação Médico-Paciente
Alocação de Recursos
Página de Abertura - Bioética

texto incluído em 06/02/1999 e atualizado em 26/03/2000
(c)Goldim/1999-2000